Arquivo da tag: Victoria Ceridono

e qual foi seu primeiro emprego no area de moda? foi dificil achar?

Eu trabalhei no Filme Fashion qndo era uma mostra ainda, e fui estagiário do Chic. Eu e a Vic (Ceridono) entramos de estagiário ao mesmo tempo, ela em um horário e eu em outro!

Ask me anything

Anúncios

jorge, vc fez facul junto qua vic, tipos, na msm turma?

Não, ela fazia de manhã e eu de noite, mas era o mesmo ano!

Ask me anything

jorge, você não sofreu preconceito na PUC por querer trabalhar com moda?

Sabe que não? A Vic diz que ela sofreu, mas ela tb não ia em assembleia e devia fazer careta qndo convidavam… hahaha E ela trabalhava na Daslu na época, o que piorava a MÍTICA em torno dela hahahHAHA Mas sempre me dei muito bem com todo mundo, nunca senti um preconceito do povo!

Ask me anything

Na seção de cosméticos… DO SUPERMERCADO!

Então, eu não sou a Victoria, mas talvez eu tenha convivido muito com ela nos últimos tempos
(digo, convivido com ela durante mais de uma vez por ano – encontrei com a Vic na Gucci, no Scott Schuman e em mais algum lugar, acho, o que já configura muita coisa porque depois que ela virou voguette ela esqueceu os antigos colegas)
Continuando, não sou a Victoria, mas sou fissurado por uma coisa. Confesso.
Adoro xampu, condicionador, creme pra pentear, colônia levinha e TUDO o que CHEIRA, menos perfume – porque acho muito forte e me dá dor de cabeça.
Adoro MESMO tudo o que cheira, talvez seja por isso que eu goste da Kate Moss!
OK, brincadeira, não podia perder essa piada idiota.

Bom, acima de tudo AMO sabonete. Em especial, os caros, LÓGICO, mas não é todo dia que eu posso comprar um L’Occitane, né?! Compro sempre que posso, pelo menos um pequenino, mas na maior parte do tempo tenho que comprar no supermercado ou na Ikezaki (quando vou na Liberty). Quem já foi comigo já notou um certo exagero – costumo comprar uns 4 pra mais, de uma vez só.
Tendo isso em vista – e tendo em vista que acabei de voltar do supermercado Pão de Açúcar, onde eu vi que está vendendo C/, que eu A-MO. Não sabia que já estava vendendo em supermercado, vocês sabiam?! Bom, aí eu decidi dividir com vocês os meus produtinhos preferidos tipo “Pobre também tem Dia de Beauté”. Me deu vontade também de experimentar mais um monte! Vou me jogar nos “podruto” e depois eu vou contando aos poucos o que for descobrindo.

Obs.: a seleção tem muito sabonete porque justamente é minha maior paixão, tá? E o mais legal é que o sabonete é o produto mais barato, então sacia a sua vontade de consumo sem deixar um rombo tão grande na sua conta! HAHA

c-amendoa-macadamia
Comecemos pela motivação desse post: a C/. Acho uma delícia – principalmente porque sou muito ligado no cheiro e os cheirinhos deles são ótimos. Esse de cima é meu sabonete preferido da marca, de amêndoa com macadâmia – tem outro de pêssego que também é bom, e por enquanto esses são os únicos da C/. É meio caro (sempre mais de R$ 5, no supermercado tava R$ 6 e pouco, mais barato que no site), principalmente se levar em conta que o sabonete é pequeno e dura pouco se você usar no banho, todo dia. Mas vale a pena porque é um mimo, né? Tô pra experimentar a colônia deles, também tava a venda no super, e os xampus e condicionadores. Alguém já experimentou, é bom?

ox-cha-verde ox-tangerina-sabonete
Gosto bastante da OX. Eles são mais baratos que a C/, por exemplo, e acho bem boa a qualidade. Esse sabonete da linha Hidratação Pura de chá verde e clorofila é uma delícia pra quem não gosta de cheiros muito florais (meu caso), ele é supercheiroso mas tem um aroma bom de mato, sabe? É o que eu tô usando agora. Essa outra linha (o da direita) é gostoso também, principalmente o de tangerina! (já deu pra reparar que eu gosto de cheiros exóticos, né?!)
ox-tutano-vegetal
E adorei essa linha de xampu nova da OX, de tutano vegetal! É gostoso, não tem sal… não tenho certeza se é vegan. Kaori, você sabe?

eh-xampu
Não adianta – todo mundo gosta da Éh, mas não consigo, sempre acho que meu cabelo ficou péssimo quando uso! Não me dei bem, simplesmente. Só o leave-in que eu gosto – mas agora que tô com o cabelo bem curto, quase não passo. De qualquer forma, vou citar pra não dizerem que eu esqueci!

taeq-bambu-ginseng
Já viu os sabonetes da Taeq, a marca à la Carpe Diem do Pão de Açúcar? Ainda não experimentei, mas os cheiros são BEM legais – esse da foto (desculpa ela ser pequena, fiquei com preguiça de ficar procurando maior) é de extrato de bambu com ginseng – beeem exótico! hahaha Comprei todos, vou experimentar e digo procês. A Taeq também tem xampu e condicionador!

granado-amendoa granado-castanha-do-brasil
Não tem jeito: a Granado ganha disparado no quesito custo x benefício! As embalagens são lindas, os cheiros são ótimos, é tudo baratinho. É o presente que eu mais gosto de ganhar – juro! A Tata sabe disso e me deu o Salomé no meu último aniversário!
granado-salome
Embalagem maravilhosa, cheirinho bom… tudo por uns R$ 4! Não tem como pedir mais, né?

johnsons-citrica
Engraçado: o sabonete é bom, mas da Johnson & Johnson o que eu gosto mesmo e sempre compro são as colônias. É o único “perfume” que eu uso. Gosto das colônias da Natura também, mas uma vez uma me manchou a roupa, fiquei com raiva e nunca mais comprei – além do que elas são muito grandes, demoram pra acabar, isso me irrita, sempre acho que ela está velha demais quando passa da metade! TOC, né?

Aliás – marcas que na minha opinião deviam vender em supermercado: Natura (imagina comprar Natura no super?!), Eos… Qual mais? 

Agora, Phytoervas e essas coisas mais vintage faz séculos que eu não uso, nem lembro mais como fica meu bebelo. Alguém gosta?
Esqueci de alguma marca? Me avisem!

Embalado no saquê

Um gole (ou vários) de saquê não vão fazer mal pra ninguém, Ofélia, eu juro.

Decidi criar um meme insuportável que se chama QUANDO EU COMECEI A MEXER COM MODA.
É assim, cinco frases:

QUANDO EU COMECEI A MEXER COM MODA Lovefoxxx me foi apresentada como Luísa, e não como Lovefoxxx, e ela era ilustradora, e não cantora.
QUANDO EU COMECEI A MEXER COM MODA Alexandre Herchcovitch já era o máximo, mas minha mãe não sabia quem ele era. De qualquer forma, eu não tinha nenhuma peça do Alexandre Herchcovitch.
QUANDO EU COMECEI A MEXER COM MODA Alexandra Farah tinha cabelo completamente encaracolado e curto e usava um casaco Kenzo maravilhoso que, não sei porque, ela não usa faz séculos.
QUANDO EU COMECEI A MEXER COM MODA a Vic Ceridono começou a mexer com moda também.
QUANDO EU COMECEI A MEXER COM MODA a Torre era o Rabo de Saia, e depois virou Plastic Fantastic, e não a Torre – a Torre já tinha sido a Torre do Dr. Zero, e depois virou a Torre de novo.

Desafio: quero saber o que rolava quando >>
. Simone Esmanhotto
. Adelaide Ivánova
. Vitor Angelo
. Denise Dahdah
. Mary Silver
&
. o puto do Gustavo Garcez, que não tem blog
COMEÇARAM A MEXER COM MODA.

Casa de Quem!

O curso de Jornalismo de Moda na Casa de Quem! foi bem legal e o destaque foi a aluna Bruna – eu devia ter tirado a foto dela.
Certeza que essa menina é a nova Victoria, gente, ela está no terceiro colegial e estava usando CHAPÉU PANAMÁ!
“Não sei se eu faço moda ou jornalismo…”
E eu, óbvio: “Jornalismo, boba”.
Porque todos sabemos que de boas intenções e estilistas o mundo está cheio.

Fotinho de sábado:

Eu e o Aurélio – justo ou sarouelzão?

Outra novidade da Casa é a loja on-line: adoro! Demorou, né? Vai lá comprar!

Fomos assistir Roberta Sá

Ontem, lá em Moema.
Roberta começou a carreira no FAMA que eu sei – lembra? O Fama costumava ser mais divertido que Ídolos na minha opinião, apesar da falta de um júri carismático. O repertório me parecia mais desafiador, diversificado e bacana. Naquela primeira edição, que Roberta participou, também tinha Andrea Marquee, que eu adoro – portanto eu estava torcendo para a Andrea Marquee. Mas eu já simpatizava com a Roberta. Aí ela gravou dois discos e enfim, tá aí, uma das “novas cantoras”.

Na minha modesta opinião, eu acho o repertório dela muito desigual. Tem pelo menos três músicas que eu adoro, vídeos abaixo (mais uma vez desculpaí pela qualidade, eu não tenho uma megacâmera, beijos):


Mais alguém


Belo estranho dia de amanhã


Ah, se eu vou

Mas por exemplo: Fogo e gasolina tem uma letra clichê, o estilo não parece tão confortável à voz da cantora quanto um samba… não acontece. Comparando com as outras, é bem ruim – e no entanto é uma das escolhidas para o show. Outra que não me desce é No braseiro: acho ingênua, fala de “mazelas do povo” sem reflexão. Muita gente já fez isso de maneira muito mais inteligente e/ou bem sacada. Acho super vergonha alheia a parte que fala “felicidade é bom, eu quero paz, justiça, alegria” – parece um sub-Jorge-Ben em momento pouco inspirado. Fora o rapzinho que rola mais para o fim, citando trechos de música. Xaroooope.

No entanto, existem mil qualidades: Roberta é afinadíssima, tem presença de palco bem melhor que muitas outras cantoras (apesar de seu gestual, no começo do show, ser muito parecido com o de Marisa Monte a ponto de incomodar). Os arranjos às vezes são bem bacanas e às vezes caem num “vamos colocar um loop só para soar moderninho”, e a coisa acaba ficando meio pausterizada, pouco orgânica. Dá para curtir bem, de qualquer forma.

Agora, à roupa:


Vestidão Isabela Capeto. Essa parte rosa mais escura saía e a peça de transformava em um vestido longo bem menos volumoso, mas vistoso. No fim, ela ainda tirava mais uma parte dele, e ele virara um vestido curto – e no bis ela entra só com a saia curta do vestido e uma camisa listrada. As soluções são boas, mas como ela já é clarinha, eu teria feito em outra cor – ou branco com detalhes rosa mesmo, ou sei lá, um laranjão. O rosinha claro deixou ela “muito rosa” – não lembro quem disse isso, se foi a Laura ou o Alexandre!

Aliás: o make e o cabelón são obra de… VICTORIA! Siiiim!

Agora, para fechar com chave de ouro… um trechinho de música inédita de Roberta Sá, Agora sim: