Arquivo da tag: Teatro da Vida

Não é ressaca.

A Bia foi embora há vinte minutos.

Odeio despedidas. Elas te fazem lembrar que no fundo, todo mundo é sozinho e acaba sozinho (e, claro, morre sozinho). O tanto de naturalidade com que ela veio morar comigo foi proporcional ao tanto de desconforto quando ela disse “Jooorrrge. Tô indo, então”. O quarto dela agora está só com os móveis nus, bem vazio. Ela me deixou uma carta hoje de madrugada em cima do despertador que li quando cheguei bêbado do Bar Secreto, uma carta fofa que eu não consegui responder a altura. Ela sabe que eu li porque meu despertador tocou.
Chorei convulsivamente depois dela ir embora durante dez minutos, depois de conseguir segurar durante quatro (o tempo que me custou ligar pra Mari e pedir pra ela vir aqui me fazer companhia). Agora eu preciso segurar o choro novamente porque o encanador está fazendo o conserto no banheiro e não quero pagar esse mico (ele provavelmente já notou o meu nariz fungando mas deve achar que estou gripado).

Estou tristíssimo. E nem sei porque estou escrevendo isso aqui.

Mas é uma boa desculpa para reler o livro que eu mais gosto do mundo e colocar um trecho aqui.

“Pela primeira vez estava tocando com as mãos e vendo com os meus olhos como o mundo era imenso e a escuridão profunda e o fascínio infinito e a solidão de tudo aquilo.
– Por que vocês me convidaram? – perguntei.
– Pensamos que a coisa não estivesse fácil pra você – respondeu ele devagar, olhando-me com douçura. – Sua avó sempre foi boa pra mim, e temos tanto espaço sobrando… Você vai ter que deixar aquela casa, não é?
– Bem, o senhorio foi gentil e disse que posso ir com calma, mas…
– Então venha morar conosco – disse, como se fosse a coisa mais natural do mundo.”

Trecho de Kitchen, de Banana Yoshimoto

Boa viagem, Bia.

Anúncios

teatro da vida


teatro da vida

Originally uploaded by Monga Monga Monga

tem foto de Floripa também no Flickr da Bia!!!

O Teatro da Vida acabou de trocar Woody Allen por cerveja

Woody, desculpa, deu preguiça. Mas é tudo culpa do Raul, que não gostou do filme e me contou o porquê.

Desanimê!

coruja


coruja

Originally uploaded by Monga Monga Monga

o apartamento do teatro da vida pelas lentes da lomo da redatora do barulho

Coma colorido! Tô mandando!

O Teatro da Vida já tem uma dieta preferida. Ela se chama Coma Colorido.

Rita Wainer participa da propaganda, portanto é uma sopa fashionista. Nossa preferida é a laranja, por enquanto.
E a gente adora a piscadela que a Rita faz no comercial! Recomendamos!

ps.: obrigado, Marcuix, pelo prazer proporcionado, e boa viagem!

Em breve, na semana que vem

O apartamento do TEATRO DA VIDA estará a pleno vapor.
Como na relação entre eu e Biafra ambos somos LEONINOS, então a sitcom Uma redatora do barulho vai ter dois personagens principais e vai ter que mudar o nome para Uma dupla do barulho.

DIZEM QUE Uma dupla do barulho é um spin off de Mourato Coelho 1199. Não dêem crédito a esses boatos – Uma redatora do barulho veio antes (por isso ela é errada assim. Um demônio anti-ocidental. Uma rataaaaaaa). Inclusive, Uma redatora do barulho seria uma espécie de spin off de Guelma: como alcançar uma bomba (era esse o nome??).

Sobe a voz do locutor: “A partir de agora você vai conferir essa dupla de tresloucados aprontando mil e uma com sua turma, e não vai conseguir parar de rir!”.

Fora que a gente conta sempre com a participação mais do que especial de ANA CLETO LUÍS.