Arquivo da tag: smoking

Chegou a hora da… RETROSPECTIVA 2011 DO CAMINHO DOURADO

Pra quem não sabe, sempre rola um balanço do que aconteceu durante o ano aqui, aberto a todos. Acho que eu faço isso porque assim fica mais fácil concatenar as ideias.

Eu costumava fazer em tópicos, dessa vez vou fazer de outro jeito.

2010 começou em São Jorge de um jeito lindo, eu descobrindo que a vida pode ser mais simples. Aí o que houve?

. Houve um breve acidente ridículo de percurso que não tinha nada a ver com nada e eu já tratei de afogar bem afogadinho no cemitério dos cães malditos assim que me toquei que cão que ladra é na verdade um bode.

. Houve o começo de O que ali se viu. A gente (o coletivo teatro Dodecafônico) ganhou o edital do Sesi!

. Compramos umas brigas aí. Aviso: continua comprada.

. Houve Canoa Quebrada e umas feriazinhas ótimas no Rio, que eu tirei pra decidir o que eu queria.

. Aí eu (achei que) decidi o que queria. E por mim.

. A seita decidiu que não pegaria mais gente com quadril menor que o nosso. Não cumpriu.

. Aí descobri que os melhores amigos são os antigos, mas não deixei de fazer novos.

. Nesse meio tempo, me apaixonei por Gordon Matta-Clark, Queen, Led Zeppelin, camisas xadrezes, Tiê, Tulipa, “Coração” do Aviões do Forró, “Madri” de Fernando e Sorocaba, Twiggy cantando, Ana Elisa Egreja, Antonio Variações, Céline, Martin Parr, The Runaways, Yves Saint Laurent (eu já era apaixonado e apaixonei um pouco mais), smoking em geral…

. Aí eu revi umas pastas de papéis velhos. Foi difícil reencontrar comigo. Minha irmã mudou pra casa da minha mãe e eu tive que retirar o resto das coisas de lá. Foi estranho.

. Aí O que ali se viu estreou!!!

. Aí eu fui pra Berlim e percebi que estava gastando dinheiro e energia nas coisas erradas.

. Aí eu voltei pra SP e em dezembro invasões alienígenas sempre acontecem. Foi aí que me apaixonei pela Laika e fiz as pazes com cachorros.

. Aí eu resolvi que sou artista de novo, apesar de nunca ter sido.

. Aí eu cheguei no fim do ano com… METAS. Coisa que eu nunca tive.
Minhas metas são: juntar dinheiro pra viajar;
receber a herança pra viajar;
fazer yoga;
comer menos.

O resto a gente sabe fazer.

Feliz ano novo, meus amores.

Algo me diz que 2011 vai ser melhor que 2010! E olha que 2010 foi ótimo!

Conta as 6 peças mais legais que você comprou em Berlim? Obrigadão Jorgeeeinho. te amo.

Quem é vc que me ama?? Bom, as 6 peças mais legais, sem ordem de importância: 1. um casacão cinza mescla 2. uma jaqueta preta de "couro ecológico" (adoro falar couro ecológico pq ele é fake hahaha) 3. uma bota preta de cano que vai até o meio da canela 4. um pingente no formato da torre de Alexanderplatz (bem cafona, mas que eu amei) 5. um relógio de titânio 6. uma calça resinada escura que parece couro tb — e last but not least, o smooooking estilizaaaado da H&MMMMM

Ask me anything

SMOKING gets in your eyes!

Só consigo pensar nisso!

Paris Fashion Week rolando, e você, o que tem achado dos desfiles? Em especial, gostou do desfile do nosso príncipe da moda made in Brazil, Pedro Lourenço?

Amei o do Pedro, achei um dos melhores, mesmo. Gostei bastante de Dries Van Noten, Céline, Givenchy, Balenciaga. E acho que o exotismo vai continuar na moda agora com frutas e que um smoking desconstruído é tudo na próxima temporada. Eu já quero muito um!

Ask me anything

Sobre o novo Batman

Fui assistir!
Bom, como a Carol comentou e eu assino embaixo, esse Batman tem cara de ator pornô. Tem língua presa e, na pele de Bruce Wayne, é meio tirador de onda playboyzão, quase um James Bond mais safado e com menos classe. Cheguei à conclusão que não curto nada dessa vibe – é divertidinho, mas sei lá, me dá uma certa canseira.


Tô gatinho? Me beija.

Já esse Coringa é o mais assustador. Não sei se é porque o cara morreu, mas pra mim ele realmente é menos palhaço e mais sinistrão – mesmo que tivesse vivo, me daria calafrios. O filme (longo, né?) vale por ele e, especificamente, pela cena dele saindo do hospital, que é genial – a gente (eu, Bia, Guto e Ana Laura) saiu comentando e imitando – hahaha! Eu não achei fotos da cena, mas não te lembra a cena da Mulher-Gato by Michelle Pfeiffer em que ela fala “meow” (no Batman- o retorno)?

E Maggie Gyllenhaal é cool, não é mocinha de Blockbuster. Eu gosto dela porque ela é cool, então fica esquisito vê-la num papel que deveria ser de, sei lá, Jennifer Aniston ou Courtney Cox. Alguém tipo “vim de sitcom“. E o figurino de festa dela é bem chinfrim, nada demais, prefiro a versão power woman de cintura alta.


Se isso fosse uma comédia, meu nome seria Diane Keaton.

Sobre o novo uniforme do Batman, não tenho comentários. Ele quase não aparece, pô, fica na sombra. Não acho tão diferente assim do anterior, e só os fanáticos realmente ficam reparando.

(Detalhes: a figurinista de Batman – o cavaleiro das trevas é Lindy Hemming, a mesma de… Cassino Royale, Batman begins, alguns outros dos últimos James Bond e até Harry Potter e a câmara secreta. Será que é por isso que eu fiz a conexão Bruce Wayne – James Bond? Olha o poder de um smoking, minha gente!)