Arquivo da tag: Rent

five hundred, twenty five thousand…

Olha pra minha mão.

Tá olhando?

Ó, tá aberta. Cinco dedos. Bem estendida.
Tá vendo o que tem dentro dela?

Nada.
E mil possibilidades.

Não é da falta de possibilidades oferecidas que reclamo, exatamente. Se existisse pelo menos um caminho pelo qual ir a procura de possibilidades, seria bom. Mas nem esse caminho me parece disponível no momento.

caralho. que ano, né?
Se eu tivesse feito Rent, a música Seasons of love se resumiria a “Caralho, que ano”.
ôh, coisinha. e a Susan Miller é uma VACA.

E o pior é que…
No fundo?
Eu tô ótimo.
Como todo bom capricorniano.

Por você vou roubar os anéis e usar tudo

Anúncios