Arquivo da tag: Pizza Hut

“Nessa semana irei me casar” ou “Você acha mesmo que esse blog é romântico?”

Tudo podia acontecer exatamente na hora certa
ex. meu sono
e seria tudo extremamente chato
ex. o seu timing.

Acontece que decidi acreditar
(bem antes)
que hora certa é um conceito muito errado,
do mesmo jeito que às vezes decido dar uma chance pra coisas que a princípio acho um pouco enfadonhas
ex. Susan Sontag.
Absolutamente certo?
Qualquer pessoa que possua um lado racional além do emocional
ex. capricorniano com ascendente em Gêmeos e lua nunca descobri
não pode avaliar certezas a menos que tenha provas concretas, cabíveis,
e pelo menos com cara de eternas
ex. Maria Callas canta bem, apesar de não fazer meu estilo.
ex. quem sai na chuva de fato vai se molhar.
É por isso que acredito que, sim, o destino pode não existir,
coincidências podem ser apenas coincidências,
ser dono único e solitário de sua própria vida soa desesperador por um lado e ao mesmo tempo te dá aquela sensação boa de “se me foder vai ser culpa minha mas se dar certo vai ser por minha causa também”.

Nessa semana irei me casar.
É esquisito, estou tranquilo. Outras coisas também são esquisitas
ex. Talita vai se mudar pra França de vez em menos de 24 horas e fuma um cigarro como se fosse ontem, não grita como a Toninha da Augusta e nem criou uma queloide de tanto estalar os dedos.
Se você quer mesmo saber o que me preocupa nesse exato momento é
1) quase nada
2) jogar revistas fora
3) arrumar o armário que tem roupa saindo por todos os lados
4) o que será que existe de romântico em um dragão dourado comendo uma cabeça? – bem, talvez as pessoas continuem sem saber encontrar palavras certas pro que querem dizer e eu continuo exigindo muito de tudo e de todos inclusive de mim mesmo
ex. não lembro agora, mas me diga você

Também me preocupo se ele tomou remédio e se ele está dormindo bem.
Ele tem a sobrancelha grossa, um nariz que eu acho a coisa mais deliciosa do mundo e a cara de praia mais adorável que eu já vi – apesar de nunca ter visto outra mas certeza, se chegar a ver não será nem um pouco adorável como a dele. Possui um talento espantoso pro mal humor, e não gosta de cortar as unhas dentro de casa, gosta muito de Pizza Hut e seus olhos são duas pequenas e doces jabuticabas.

quer dizer,
soa romântico,
mas juro que é
(na minha cabeça)
outra coisa.
talvez também seja romântico,
mas outra coisa.
e talvez por isso eu não seja poeta, sou outra coisa.

junkie food, qual seu preferido?

Pizza Hut. As entradas e a pizza em si.

Ask me anything

There’s no Ronald Golias for you

Não escreva nada, não escreva absolutamente nada
e fique assim, taciturno.

“Ele é simpático,
tem aquele cheiro, você sabe qual,
e me fará vomitar de tanto rir, sabe,
como numa stand up comedy em um teatro empoeirado
daqueles que estão deixando de estar decadente,
frequentado por hipsters…
você entendeu, Martinha?
Faz ele virar naquela próxima esquina?”

E o que houve?
Martinha coisa nenhuma.

É naquele átimo, quando você pensa duas vezes ou não pensa nenhuma.
Não é a escolha errada, minha querida,
e não foi a escolha certa também.
“As coisas simplesmente acontecem”, ele pensa, sem dizer,
no caminho entre um lindo nariz e
uma linda pizza Supreme;
entre um desencontro esquisito
e outro quase-desencontro esquisito;
entre uma reclamação e um pedido.

Não liga porque sabe que o que doeria
seriam outras.
Essas não.
Essas durariam o tempo de uma novela do SBT que não deu muita audiência,
portanto que durem o tempo de uma música.
Que durem o tempo de uns minutos.
O que te move é a incerteza, menino,
não há Martinha que resista a essa falta de supermercado,
a esse tempo esquisito,
e quanta gente bestinha, vixe, que bestinha, olha que bestinha.

Fica frio até descobrir
o que será que reside costurado na boca
do filhote da raposa.