Arquivo da tag: Lino Villaventura

QUANDO EU COMECEI A MEXER COM MODA – as respostas do Gustavo!

Fofo! Ele me mandou! Veja as respostas de Gustavo Garcez:

QECATCM- Ainda era Morumbi Fashion e eu pulava o muro pra entrar nos desfiles. Naquela época podia sentar no chão na frente da passarela, então sempre escolhia sentar na frente da Costanza… Levei muito chute de Prada na nuca.
QECATCM- Gisele era famosa só porque tinha feito uma campanha pra Forum (latinidade) e outra pra Zoomp (Alice no país das maravilhas).
QECATCM- Não existia o Style.com, não existia site de moda no Brasil – e acho que nem internet!
QECATCM- Eu cheguei a ver desfiles de marcas como Jotta Sybalena, Armazém, Giovanna Baby, Marcelo Tolledo, Slam… Vi Xuxa desfilando para o Lino e Fernando de Barros desfilando para Ricardo Almeida.
QECATCM- Aprendi que tudo é mutável e sempre temos de estar atentos para o que virá. Na verdade essa frase é pra não me sentir tão véio como estou me sentindo agora. Kd meu Renew?

Pergunta para a Gloria

Ou “eu perguntaria se ainda trabalhasse com ela”
Ou ainda “Carol Vasone também não sabia e também se perguntou”

Fui no evento do MorumbiShopping hoje – lançamento da segunda caixa dos livros de moda brasileira da CosacNaify, que aliás é muito bacana assim como a primeira. Essa segunda tem Lenny, Marcelo Sommer, Reinaldo Lourenço, André Lima e Clô Orozco (a primeira tinha Walter Rodrigues, Ronaldo Fraga, Alexandre Herchcovitch, Gloria Coelho e Lino Villaventura).
Os estilistas estavam lá autografando os livros.

Mas espera.
Não é o autor que devia autografar? Ou o objeto de estudo do livro?

Juro, fiquei sem saber. E no fim comprei o livro mas não pedi autógrafo nenhum.

Links 2

Madeleine Lacsko: sou fã. Conheço ela do colégio, quando ela estudava com meu primo mais velho. Atualmente a Madeleine trabalha na Jovem Pan e reencontrei ela nos corredores da Bienal fazendo vídeos para o site da rádio.
Quem quiser dar uma olhada: tá aqui. O site tem uma navegação meio ruim (você tem que clicar nos SPFW, ir procurando, nada prático), mas vale a pena. E saiba que não é impressão sua: o tom meio irônico é de propósito.
Madê fez um vídeo comigo que ainda não está no ar, assim que estiver eu aviso.

***

Comentário Giselle Nasser e Jefferson Kulig no SPFW TV: eu que fiz. Como me odeio no vídeo, eu fico ridículo!
Perguntei para a Gloria como ela consegue ficar gravando entrevista, porque você tem que pensar muito enquanto fala para não dizer besteira, isso te deixa muito cansado. Ela não me revelou o segredo.

***

O blog da Lilian Pacce é bem bacana, já viu?

***

Maria Prata explica porque dá essa impressão de que ela só fala bem.
Eu também tenho esse problema. Quando não o desfile não foi bom, tomo muito cuidado – afinal, por que não rolou? E que relevância tem a minha opinião? É complicado…

***

Uma das melhores coisas da temporada atualmente é o Show do Brinde. Quem não conhece a Alexandra Farah não faz idéia de como ela é engraçada! Ela é MUITO engraçada. É sério. Lembra da Diaba?
Então, o Show do Brinde tem um clima mais vida real e é AO VIVO: trata-se de um vídeo com Alê falando sobre os brindes que rolaram super – e gongando os brindes ruins. Ela gonga mesmo, tipo “liberdade de expressão”! Eu só assisti o Show do Brinde do Fashion Rio, e parece que o servidor do site que ela está usando, que é no exterior, deu uns problemas e não está arquivando os programas passados. Enquanto isso, mantenha-se informado pelo FilmeFashion – quando, onde, como, tudo isso você descobre lá.

***

Blog da Olívia Hanssen tá acompanhando tudo na Bienal e tem um olhar mais insider, de backstage. Vale uma visita, mesmo que seja pelas imagens.
Tô meio irritado com alguns dos outros blogs, que decidiram só fazer cobertura de passarela. O que era legal era esse olhar diferente, mais fresco, de coisas que acontecem no entorno. Todo mundo quer ser crítico de moda?! Para quê? Para sentar na primeira fila? Saibam que ser crítico de moda na maioria das vezes é meio chato. Eu, que ainda estou engatinhando nisso, tenho mil dificuldades – imagina criticar o desfile de 30 anos de Lino Villaventura?! É tipo fazer resenha de uma coletânea de crônicas do Machado de Assis! Precisa fazer um mestrado antes!