Arquivo da tag: Laura Artigas

O amigo secreto

dos blogueiros foi fofo!
É, a gente não chamou todo mundo. A gente não é organizado! Me deixa!

amigo-secreto-cigano

Minha cara de bravo com a Denise Dahdah que não compareceu, reparou?
Tudo bem, no dia seguinte ela me deu um cinto Do Estilista que combina com o tênis que eu comprei!
CONJUNTINHO!
Te amodoro, Denise! Achei fino!

A foto é da Ivy, não da Ivi, de outra Ivy (Folha) que também é fotógrafa!
E você, que se chama Ivi, já pensou em virar fotógrafa? Tá super usando!

Fomos assistir Roberta Sá

Ontem, lá em Moema.
Roberta começou a carreira no FAMA que eu sei – lembra? O Fama costumava ser mais divertido que Ídolos na minha opinião, apesar da falta de um júri carismático. O repertório me parecia mais desafiador, diversificado e bacana. Naquela primeira edição, que Roberta participou, também tinha Andrea Marquee, que eu adoro – portanto eu estava torcendo para a Andrea Marquee. Mas eu já simpatizava com a Roberta. Aí ela gravou dois discos e enfim, tá aí, uma das “novas cantoras”.

Na minha modesta opinião, eu acho o repertório dela muito desigual. Tem pelo menos três músicas que eu adoro, vídeos abaixo (mais uma vez desculpaí pela qualidade, eu não tenho uma megacâmera, beijos):


Mais alguém


Belo estranho dia de amanhã


Ah, se eu vou

Mas por exemplo: Fogo e gasolina tem uma letra clichê, o estilo não parece tão confortável à voz da cantora quanto um samba… não acontece. Comparando com as outras, é bem ruim – e no entanto é uma das escolhidas para o show. Outra que não me desce é No braseiro: acho ingênua, fala de “mazelas do povo” sem reflexão. Muita gente já fez isso de maneira muito mais inteligente e/ou bem sacada. Acho super vergonha alheia a parte que fala “felicidade é bom, eu quero paz, justiça, alegria” – parece um sub-Jorge-Ben em momento pouco inspirado. Fora o rapzinho que rola mais para o fim, citando trechos de música. Xaroooope.

No entanto, existem mil qualidades: Roberta é afinadíssima, tem presença de palco bem melhor que muitas outras cantoras (apesar de seu gestual, no começo do show, ser muito parecido com o de Marisa Monte a ponto de incomodar). Os arranjos às vezes são bem bacanas e às vezes caem num “vamos colocar um loop só para soar moderninho”, e a coisa acaba ficando meio pausterizada, pouco orgânica. Dá para curtir bem, de qualquer forma.

Agora, à roupa:


Vestidão Isabela Capeto. Essa parte rosa mais escura saía e a peça de transformava em um vestido longo bem menos volumoso, mas vistoso. No fim, ela ainda tirava mais uma parte dele, e ele virara um vestido curto – e no bis ela entra só com a saia curta do vestido e uma camisa listrada. As soluções são boas, mas como ela já é clarinha, eu teria feito em outra cor – ou branco com detalhes rosa mesmo, ou sei lá, um laranjão. O rosinha claro deixou ela “muito rosa” – não lembro quem disse isso, se foi a Laura ou o Alexandre!

Aliás: o make e o cabelón são obra de… VICTORIA! Siiiim!

Agora, para fechar com chave de ouro… um trechinho de música inédita de Roberta Sá, Agora sim:

Foto para a revista Junior

Calma, eu não perdi o senso do ridículo. A foto NÃO É SEXY.

RISOS

É que o Oliveros chamou uma TCHURMA para fazer uma foto – tipo os blogueiros do mundo da moda.
Eu não vou contar tudo para não perder a graça, NÉAM, mas aí eu sei que me senti meio ET no meio do povo porque o meu blog não é exatamente um blog jornalístico de moda – JÁ DEU PRA PERCEBER, NÉ? HAHAHA
Aí, como sempre, eu meio que menosprezei esse humilde espaço que você lê agora, caro leitor, do tipo “ah, mas o meu blog, sei lá, né…” e o Sylvain logo me cortou: “você trabalha com moda, você é da moda, portanto seu blog é de moda”.
Como eu não discuto com franceses, concordei e pronto.

A foto de referência. HAHA Posso ser a Agyness??? E um fato inédito… FIZ A FOTO DE ÓCULOS! Isso vai valer milhões.
Ah, para quem ficou curioso e quer saber quais são os outros blogueiros: Sylvain (claro, né, se ele falou comigo é porque ele estava lá), Olivia, Thais Mol, Laura, Glauco, Ivi, Luigi + o Oliveros em si.

Isso não é um blog de moda

De fato, não é. Apesar de rolar o assunto de vez em quando, porque eu trabalho com isso então faz parte do meu universo.

Aí, durante o Pense Moda, vem Ricardo Oliveros e comenta “mas você tem um blog e eu nem sabia…”, e eu, muito educado do jeito que sou, devo ter respondido algo como “mas nem era para saber!”.
Enfim, disfarça. Oliveros ainda comentou: “você é mau humorado, né?”. Sou, Oliveroooos, é o meu charme! HAHAHA

Dias depois – Laura vem dizer no MSN quando comento sobre a categoria blogs no Prêmio Chic: “E você, não vai fazer um blog?”. Respondo que tenho um blog. “Só que não é de moda, né?” É. Porque de moda eu falo no Chic mesmo e pronto. Preguiça de fazer um blog só de moda, e aqui a gente tem tanta liberdade.

Aí descubro que as meninas da Oficina de Estilo também passam por aqui. E o Stuart é leitor faz um tempo.

Então vamos parar com essa palhaçada de se esconder e fingir que esse blog é só para amigos? Tá, gente, eu tenho um blog, pronto, acabou. E, como já dizia a poeta (no caso, uma poeta específica, Bruna Beber): tá na rede, é da rede.