Arquivo da tag: Isabeli Fontana

Se você tivesse seu próprio programa de entrevistas, quem seriam seus primeiros três convidados?

1. Regina Guerreiro; 2. Diane Von Furstenberg; 3. Isabeli Fontana.

Ask me anything

Um sábado bem fashionista

Tenho notícias do mundo Caminho Dourado da moda pra dar pra vocês.

A 1ª: eu sou o mais novo dono de um par de botas de cano longo da coleção de outono-inverno 2010/11 de João Pimenta.
Lindas. Vou dormir com elas depois de acabar esse post. A gente tá namorando.

A 2ª: gostei da coleção do Sergio K pra C&A. Os jeans estão bem legais, as camisas xadrezes (a de gola e a de capuz) são ótimas e o resto, pra quem gosta do estilo Sergio K de se vestir, também está muito muito bom. É ótima essa iniciativa da C&A porque os homens são muito muito muito carentes de coisas bacanas em lojas de departamento (e desculpa, C&A, eu geralmente prefiro a Renner, ops). MAS mandou mal ao colocar K+ como o símbolo da parceria… Oi, Jil Sander? +J? Não precisava, né? Podia ser, sei lá, S&K, S.K, que fosse qualquer coisa, mas ficou muito parecido com o nome da parceria da Jil com a Uniqlo.


A camisa, por R$ 69,90 – veja mais peças no Blog LP

A 3ª: já viu a Isabeli Fontana de cera na porta de TO-DAS as C&As? É tipo pra tirar foto do lado. Achei assustador e em seguida amei.

A 4ª: a Renner continua ótima mesmo. Comprei uma camisa xadrez mendiguista, uma outra bem countryzinha gatucha, e uma jeans.

A 5ª: a liquidação do João Pimenta também está ótima. Deixei lá porque não coube: um casaco de pele fantasia lindo marrom, tipo moletom de zíper, e uma calça de linho azul clara. Fica a dica, Eduardo!

Bom, deu pra perceber que eu estou falido?

Tendência é uma palavra escrota?

Ontem eu e Milene fomos de carro subindo a Augusta para o lançamento do livro da Gloria e vimos três mulheres e um homem usando shorts. Faz tempo que gente circula de shorts em festas e eventos do tipo, mas na rua é bem raro ver o pessoal mostrando a pernona de um jeito legal.
Obs.: Estávamos do lado dos Jardins, às 18H30. As pessoas de shorts não eram as colegas de trabalho.
Aí a gente pensa: short está pegando na rua, é uma tendência?

Tem quem diga que tendência é uma palavra datada. Ou seja, a palavra tendência NÃO É TENDÊNCIA, gente! Porque afinal o que pega é o PLURALISMO DE ESTILOS, UM CRASH DE TRIBOS, blablablá. Até Regina Guerreiro gongou o termo na última Caras Passarela. E Paulo Borges vive gongando.

Mas cá entre nós: vestido de paetê não é uma tendência? (aliás, que eu acho super passé, já cansei faz muito tempo, bem antes da Vogue publicar a capa com a Isabeli Fontana)
Se não é (foi) tendência, provavelmente estou com um sério problema de interpretação de mundo, porque pra mim É, SIM.
Pode ser que existam cada vez mais tendências caminhando juntas, lado a lado. Pode ser também que as pessoas fiquem muito afobadas quando a palavra “tendência” surge porque, sei lá o motivo, elas pensam logo que a moda é ditadora, que a moda manda você vestir de tal ou tal jeito… Ai, que gente boba.

Em suma: na minha opinião a tendência existe. Desculpa aí, heim?

Isabeli e o vestido de paetê
E viva o paétty, amor!