Arquivo da tag: Adidas

Berlim no Blog LP

Clippinzinho básico e rápido das coisinhas por lá…

. O roteirão!

. O Moda Rua no evento da Adidas

. O resultado do papinho com a Alessandra Pasquale, que aliás é uma italiana incrível!

. O lançamento da linha da Adidas

E beijos pra quem não voltou da Europa nessa semana.

Questionário Dourado com Ricardo Domeneck – DE BERLIM!

Era muito óbvio o fato de que Ricardo Domeneck merecia ter participado do Questionário Dourado faz tempo. Mas confesso que tinha medo de mandar o questionário pra ele por email e ele elocubrar demais. Rick é poeta, DJ e mora em Berlim. Um dos amigos que eu mais guardo no coração. E já dedicou um poema pra mim que eu considero uma das coisas mais lindas que já me escreveram – e me reconheço ao extremo, até demais, até temerosamente nos versos (tá aqui, é só procurar!). Eu vim pra cá a trabalho pelo Blog LP a convite da Adidas e, como fiquei mais dias, ele me recebeu – muito bem em sua casa. Aproveitei a minha visita à cidade agora pra fazer as perguntas ao vivo.

Portanto, com vocês, o primeiro

QUESTIONÁRIO DOURADO INTERNACIONAL COM RICARDO DOMENECK

1. Me conta uma coisa que você fazia há 5 anos e não faz mais.
Ir no Biu.

2. Me diz um filme que você gostaria de ter feito, e o porquê.
“A professora de piano”, pra poder convidar a Isabelle Huppert quando eu quisesse pra gente tomar champanhe e ver uns pornôs.


“Me dá essa taça logo, então”

3. Me diz uma coisa que você comprou e nunca usou. Por que você nunca usou?
Uma calça xadrez no Mercado Mundo Mix da qual eu me arrependi assim que pus os pés pra fora do galpão. Isso foi em 2001! Coloca que foi em 2001!

4. Qual é a fase da sua vida que você quer lembrar pra sempre?
Quando eu morava no Sobrado, com um bando de gente inteligente mas proletariado, escrevendo meu 1º livro e mais facilmente deslumbrado com as coisas.

5. Qual é a palavra que você está usando muito agora?
Banause” – que é uma expressão alemã pra cafona.

6. Me conta uma coisa muito exótica que você amava nos anos 90.
A tatuagem no braço esquerdo de Jon Bon Jovi – especialmente na perspectiva generosamente doada pelo vídeo “Keep the faith”.

7. Me fala o que te faz rir muito, e o porquê.
Qualquer tipo de humor autodepreciativo.

8. Que personagem de novela você gostaria de ser? Por quê?
Viúva Porcina, porque é o mais perto que o Brasil já chegou de Almodóvar.


Vamos pular a parte que a gente imagina o Rick de turbante e batom.

9. Me diz um defeito seu e um defeito meu.
Quando dois amigos meus que me tinham como elo passam a ter um relacionamento independente de mim, a minha primeira reação incontrolável é a ofensa. O seu: na 1ª semana de julho de 2001, eu costumava achar você um pouquinho judgementhal (a Carrie já disse isso pra Miranda).

10. Qual é a música mais linda que você já ouviu?
Vou dizer a 1ª que me veio na cabeça, sem pensar muito. “Rising”, da Lhasa de Sela.



VISITA O RICK!

Um tipo exótico

Ok, não existe dress code para almoço de negócios quando o assunto é moda – MAS DEVERIA.

Explico: hoje eu fui almoçar com a dupla de estilistas responsável pela Der Metropol, uma das marcas que entraram no line-up da Casa de Criadores (pelo Projeto Lab). Em breve vou escrever uma nota pro Chic contando mais detalhes.

Mas o assunto desse post é outro. Agora, quando cheguei em casa, olhei para minha roupa e fiquei pensando: “GENTE. O que será que eles pensaram de mim?”.
Qüende: tô de calça skinny de moletom (q?), um blusão de moletom velho da Universidade de Amsterdã todo manchado, um tênis Adidas todo manchado também, um coletinho de tricô tipo de velhinho da Maria Bonita Extra (risos) e, DETALHE, um colar que ganhei do Espaço Fashion com um pingente redondo gigante com SAL GROSSO dentro.

Eu não respeitaria alguém que viesse almoçar comigo pela primeira vez assim.