Arquivo da categoria: conjecturas

O que fazer em período de seca?

. Pausas.
. Manha. Mas somente por dois dias.
. Procurar colírios.
. Concentrar-se no que dá dinheiro e não muda o mundo.
. Pintar uma unha, uma só, de azul.
. Sendo mulher, pinte todas.
. Polir problemas.
. Procurar no Google fotos de ambientes marítimos.
. Hilda Hilst.
. Não tentar se surpreender. Não dá certo, e a frustração amarra a boca.
. Mas, se vierem, aceitar as surpresas como presentes providenciais – e agradecer.
. Tomar muita água.
. Tomar muito cuidado com os corações alheios. Um raspão pode ser fatal, um rasgão pode ser abissal.
. Angela Rô Rô.
. Caso esteja no Leblon, aproveitar e observar, apenas.
. Balbuciar. Ninguém precisa fazer sentido sempre.
. Evitar cigarros e bebidas alcoólicas. Não parece, mas eles secam ainda mais.

Acima de tudo, ouvir guitarras, pianos, até atabaques.
E observar a chuva pelas janelas.

Estiagem, pior quando é dentro.

Anúncios

Miuccia, me leva faz de mim o que quiser


Classe C.

Eu amo as provocações da Miuccia.
Eu trabalho com moda pra ver desfile da Prada de seis em seis meses e pensar.

Miuccia é uma gênia maluca.
Beijo, tchau.

E agora, algo completamente diferente

O coração está quente
e o resto, procrastina-se.

!

Férias, esse dilema

Eu adoro férias. As minhas chegam daqui um mês. Mas com elas surge o problema: o que fazer? A obrigação de me divertir nas férias sempre me irritou – do mesmo jeito que me irrita ter que pular carnaval no carnaval e ter que ficar bonzinho no Natal e ter que comemorar e dar risada e ser horrores de feliz no ano novo. Tipo mideixa. Mas ao mesmo tempo se você passa as férias sem viajar nem fazer nada por você rola uma deprê, né? Então tô assim no maior dos nervos – ou seja, as férias, ao invés de serem uma solução, criaram um problema!

Mas como eu sou capricorniano, decidi criar itens e escolher um (ou alguns) e pronto. Na praticidade. E vou escrevê-los aqui pra eles ficarem mais claros pra mim, depois vocês descobrem qual eu escolhi.

. Viajar. Claro. Mas provavelmente sozinho – meu namorado vai passar 20 dias em Fortaleza e a Talita já me disse que vai ser difícil ela conseguir $$$ pra viajar. Não curto muito a ideia de viajar sozinho. As opções são:
. Rio, que eu sempre vou, mas tenho onde ficar e encontro minha irmã e os gêmeos.
. Algum outro lugar do Brasil que eu ainda não conheça – mas gostaria que fosse uma viagem barata. Será possível?
. Buenos Aires, que eu ainda não conheço. Mas será que deveria ir sozinho?
. Machu Picchu em uma excursão. Sério. Tô pensando seriamente nisso! HAHAHA
. Encontrar alguma passagem barata que caia no meu colo nesse período. Aceito sugestões.

. Preciso fazer umas coisinhas de casa, tipo organizar as músicas no meu lap (sério, uma pessoa com TOC teria uma síncope se visse o estado da organização dos MP3s), doar livros, me desfazer de caixas. Com disciplina, faço isso em 4 dias de férias e tá ótimo.

. Queria andar pelo centro sem rumo pra descobrir lugares. Isso eu também faço em 2 dias e depois enjôo. haha

. Quero assistir Sessão da tarde pelo menos 2 dias. E de preferência, seguidos.

. Quero ler, quero estudar. Qualquer coisa. Quero me sentir menos burro. Acho que vou comprar a biografia do Jango. Sério.

Pronto. Tá bom de plano de férias? Vocês tem alguma sugestão?

Pecar compensa

Enquanto vários dos 7 pecados capitais parecem atraentes (gula, luxúria, preguiça, avareza pra guardar dinheiro e viajar pra Europa – só coisa boa!), as 7 virtudes são as coisas mais chatas e difíceis do mundo, já viu? Acompanhe:

Castidade – er…
Generosidade – essa eu acho bonita.
Temperança – tipo autocontrole? Acho importante, mas não divertido.
Diligência – eu tenho, e acho chato quem não tem.
Paciência – mas como, com tanta gente besta?
Caridade – importante, mas também tem muita cara de pau que se aproveita. É uma questão complexa.
Humildade – é bom quando todo mundo é, né. Quando só você é, você passa por idiota.

Ou seja, pecar compensa. As 7 virtudes tiveram sua origem em um poema de Prudêncio chamado Psicomaquia.

pra começo de conversa
o que ele disse?

a casca fica cada vez mais grossa
mas não existem linhas retas na natureza.

queria
um anel soco inglês de cristal bruto e pontudo pra usar de enfeite
precisava
dormir bastante
gostaria
de menos complicações
pensei
que talvez fosse melhor
— mas —
não, eu —
enfim, é —
quer dizer —
às vezes pode ser que
você não acha todas as respostas.
às vezes você se contenta em simplesmente não achar todas as respostas.
acredita em mim que se contentar às vezes é OK, chega a ser bacana.

mas,

bate um — pinta um —

é como dizer que algo é “absolutamente parecido”
quando você sabe que
ou algo é absolutamente igual
ou é parecido
e você está bem
tranquilo
e isso é algo
natural.

mas afinal, Supla, o que você está fazendo aqui?

jorge, o que é hipster?

Sabia que tem vários significados? Mas pra mim, basicamente, é o que a gente chamaria de "moderninho". HAHAHAHAHAHA E teoricamente é bem pejorativo, então não saia falando que é hipster por aí a menos que vc tenha bom humor.

Ask me anything