Agnaldo e a trilogia da “noite”


Galeria do amor

Perdido na noite (não encontrei no YouTube)

Eu pecador (idem)

“Porque retrata uma realidade que não se pode questionar; o cara pode ser macumbeiro, católico, budista, protestante, se ele tem a sua tendência homossexual, ele vai viver a sua vida homossexual; não tem Cristo que dê jeito pra mudar, não tem. Alguém diz ‘ah, o cara agora é evangélico e deixou o homossexualismo’. É mentira. Isso não existe. Se a pessoa gosta, quando chega a hora ele vai namorar e pronto.” – Agnaldo Timóteo, sobre a última das 3 músicas, no livro Eu não sou cachorro, não – Música popular cafona e ditadura militar, de Paulo Cesar de Araújo

Livro, aliás, incrível. Paulo Cesar, sou seu fã.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s