There’s no Ronald Golias for you

Não escreva nada, não escreva absolutamente nada
e fique assim, taciturno.

“Ele é simpático,
tem aquele cheiro, você sabe qual,
e me fará vomitar de tanto rir, sabe,
como numa stand up comedy em um teatro empoeirado
daqueles que estão deixando de estar decadente,
frequentado por hipsters…
você entendeu, Martinha?
Faz ele virar naquela próxima esquina?”

E o que houve?
Martinha coisa nenhuma.

É naquele átimo, quando você pensa duas vezes ou não pensa nenhuma.
Não é a escolha errada, minha querida,
e não foi a escolha certa também.
“As coisas simplesmente acontecem”, ele pensa, sem dizer,
no caminho entre um lindo nariz e
uma linda pizza Supreme;
entre um desencontro esquisito
e outro quase-desencontro esquisito;
entre uma reclamação e um pedido.

Não liga porque sabe que o que doeria
seriam outras.
Essas não.
Essas durariam o tempo de uma novela do SBT que não deu muita audiência,
portanto que durem o tempo de uma música.
Que durem o tempo de uns minutos.
O que te move é a incerteza, menino,
não há Martinha que resista a essa falta de supermercado,
a esse tempo esquisito,
e quanta gente bestinha, vixe, que bestinha, olha que bestinha.

Fica frio até descobrir
o que será que reside costurado na boca
do filhote da raposa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s