Deliciosamente esquisita

Jorge Coli: O que é possível esperar de melhor num leitor?
Hilda Hilst: Nunca pensei no leitor. Eu não tenho nada a ver com o leitor.

Cadernos: Portanto, não esperava nada, ou não podia esperar mesmo nada dele?
Hilda Hilst: Eu não tenho nada a ver com os leitores. Não sei quem são, não sei.

Cadernos: Mas neste momento alguém pode estar lendo um livro seu. Isso não importa?
Hilda Hilst: Pode estar lendo, mas não precisa me conhecer, nem eu a ele.

Cadenos: Nunca ocorreu à senhora, na juventude, por exemplo, que poderia ser interessante conhecer os escritores de sua predileção?
Hilda Hilst: Não. Eu só leio os escritores.

Trecho de entrevista publicada no Cadernos de literatura brasileira – Hilda Hilst

É esquisitíssimo um jornalista ler isso. Jornalistas sempre se preocupam com seus escritores.
Em época de internet, então, existe um canal facílimo de interação com eles.
Mas Hilda Hilst, enfim, era esquisita mesmo.

Ou melhor…
Esquisito é você.
Ou melhor: esquisitos somos nós. Es-qui-si-tos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s