As mudanças de Marcelle

Nunca contei isso para ela mesma, mas a primeira vez que eu me lembro de ter visto (bem) a Marcelona foi numa apresentação/performance/meukuseiláoqueera no Bar 13 (era bar 13? aquele lugar mudou tanto de nome). Era algo completamente dadaísta: Marcelle descia lá de cima, bem exótica, ao som de uma bossa nova inacreditável que nunca mais saiu da minha cabeça e que repetia “quem tem padê prá dá?”. Acho que o Gutierrez tava comigo, tava, Guti?

Vai daí que eu, que morria de medo de Marcelle me gongar na fila do, sei lá, Ultralounge – já que eu era uma bicha mirim japonesa e cheia de si, adorei Marcelle pra sempre.

No meu último aniversário (agora que eu sou uma bicha japonesa cheia de si, porém não mais mirim)… A MARCELLE FOI! FOFA!

Bom, tudo isso para contar que agora o Coisas de Marcelle é um blog! ADORO!

Anúncios

4 Respostas para “As mudanças de Marcelle

  1. Agora sim eu voltei a te ler! Adorei ontem. Beijo!

  2. Eu estava. Ela descia com umas bananas, e depois as jogava para a plateia. Acho que naquela época ainda era Pix o nome do lugar. Ai ai ai a gente tá ficando tão velho.

  3. KKkkk…era Pix e o número musical era “Quem tem?”!

    Ciganismo no kiosky djá!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s