Em dezembro, coisas bizarras acontecem

Não sei se é o meu inferno astral, mas enfim.

Na sexta, foi comprovado perante meus dois olhinhos japoneses que manual de boas maneiras nunca é demais. Uma festa de firrrma bizarra invadiu a balada, quase bateu na dona do bar (é sério, uma menina quase enforcou a fofa agarrando a camiseta por trás), perdeu a classe em alguma esquina da Augusta, berrou e pediu PSY para os DJs. Confesso que achei a situação mega engraçada e ri muito em alguns momentos, apesar da tensão permanente em prol da minha integridade física.

No sábado, no Pasta e Vino, presenciamos uma cena esquisitíssima. Preciso descrever tudo – a gente já tem diversos palpites para o que realmente aconteceu mas nunca teremos certeza da verdade. Vai lá:

Uma  loira e um cara chegaram separados no local e se sentaram na mesa ao nosso lado. Ela era bem patricinha e visivelmente mais jovem que ele, mas não muito. Um pediu água e outro pediu guaraná. Em seguida pediram um vinho branco. Logo depois, um vinho tinto. Isso tudo num intervalo de menos de quinze minutos, por isso a gente já começou a observar e achar bizarro.

Uma menina chegou e cumprimentou a loira. Conversaram um pouquinho. Rolou uma tensão. O cara levantou, deu uma olhadinha do outro lado do salão, sentou de novo e por fim correu para o banheiro, onde lá ficou. A menina levantou, fez ligação, conversou com o dono do local. Não parecia muito nervosa. Pediu a conta, pediu para fechar o vinho tinto. Ela explicava para o dono do bar para sentar alguém em outro lugar (pelo que entendemos), ele dizia que haviam pedido lugar de fumante e ela respondia “mas ele não fuma, eu tenho certeza que ele não fuma”. No fim ela foi embora de vez – sem pegar o vinho, pela porta da frente. Enquanto os garçons arrumavam a mesa e a juntavam com outras, o cara saiu do banheiro, ficou alguns segundos parado e depois saiu também – pela porta da frente, bem rapidinho.

Quem sentou no lugar foi um grupo que estava conversando com a menina que cumprimentou a loira. Só que a menina em si sumiu, não apareceu mais!

O vinho ficou lá.

Anúncios

4 Respostas para “Em dezembro, coisas bizarras acontecem

  1. jesuis nos proteja!

  2. era um remake de algum filme do Bunuel

  3. Agência 1, agência 1…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s